O presente projeto tem como objetivo resgatar e divulgar histórias de imigração para o Brasil em tempos distintos, tanto as migrações históricas, que ocorreram no passado, quanto histórias de migração mais recentes. Tais narrativas, passado e presente, a partir de casos particulares de migrantes dos mais diversos pontos do globo, quando postas lado a lado, podem nos conduzir a novos olhares sobre esses processos migratórios, sobre o significado de estar “fora de seu lugar de pertença” e sobre a subjetividade humana. Ainda, na maior parte das histórias que serão trabalhadas neste projeto, há um ponto em comum entre si, de grande dor para a humanidade como um todo, e que costuram as nossas narrativas aqui apresentadas. Em algum nível e sentido, elas envolvem dimensões de guerras e conflitos ou perseguições e violações aos direitos humanos. Saíram de suas nações de origem – Japão, Alemanha, Rússia, Itália, Espanha, Líbano, Síria, Coréia, China, Colômbia, Angola, Haiti, Cuba, República Democrática do Congo – em momentos de grande angústia, em meio a crises e guerras, e se encontram todos hoje no Brasil. Esta pesquisa tem como prática metodológica, por excelência, a história oral, trabalhando tais relatos de forma escrita e audiovisual. Este projeto está vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais e Humanas (PCHS) nas Linha 3: Trabalho, migrações e políticas sociais e Linha 4: História e memória, identidade e interseccionalidade; e é um projeto do Grupo de Estudos e Pesquisas em Migrações Internacionais (MIGREPI).